Nem tão lá | Nem tão aqui

“Junto à porta que dá Passagem
Encontrei-te esperando por Mim
Nem tão Lá [Nem tão Aqui]

Mas, na Ausência Implícita
Na Liberdade Abraçada
Nos Entrelaços da Vida
Está a esperança de dias sem Saudades

Onde para o Amor
Não existem Dores
E na liberta sensação do Encontro
Deixar-se embalar por Ventos Interiores

Devagar sem Destino
Em terras jamais Vistas”